Erydia
Olá viajante!

Seja bem vindo à bela cidade de Erydia. Você acaba de pisar em solo Erydiano, e está a um passo de se tornar um de nós.

Tudo que precisa fazer é se cadastrar, escolher um Clã para se juntar de acordo com a sua personalidade e depois é só se divertir!

Nesse mundo onde a magia e as criaturas fantásticas são reais, emoção, aventura e principalmente fantasia farão parte da sua história. Crie um personagem, faça dele um herói e acima de tudo: Divirta-se!



 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A Criação do Mundus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Érys
A Deusa
A Deusa
avatar

Moedas : 5998

Ficha do personagem
Habilidade:
1000/1000  (1000/1000)
Energia:
1000/1000  (1000/1000)
Sorte:
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: A Criação do Mundus   Qui Dez 07, 2017 4:47 am

A Criação do Mundus 


No princípio, era a escuridão. Até que Sétimo, o mais perfeito entre os Deuses criou o Mundus e suas criaturas. Para habitá-lo e cuidar dele, criou os Dragões, a raça mágica, sábia e longeva. 



Por muito tempo os dragões dominaram o Mundus, voando livres pelo céu, e buscando entender a criação do Sétimo, absolutamente perfeita, intrinsecamente complexa. 

Porém os pequenos humanos, prodigiosos aprendizes, também queriam estudar o mundo e aprender como ele funciona. Os dragões julgavam inútil tentar ensinar a seres tão inferiores sobre os mistérios do mundo e da magia, mas os humanos eram insistentes. 

Diante da negativa dos grandes répteis em ensiná-los, os humanos buscaram por conta própria seu crescimento. Abandonaram o comportamento nômade, desenvolveram a agricultura, a escrita. Logo seus acampamentos viravam vilas, suas vilas viravam cidades. E a humanidade aprendia lenta, porém progressivamente sobre tudo, multiplicando-se, experimentando, sem medo de tentar, pois a sua fome de conhecimento era grande demais. 

Isso não agradou aos dragões. Eles observaram os prodígios humanos, com sua persistência e sua dedicação ao estudo, na ciência e na magia, sua criatividade impressionante e incomparável capacidade de adaptação. E seus corações se encheram de inveja e ciúme. 

O mal está sempre presente. Ele espera, observa, sua presença é insidiosa e silenciosa. Ele encontrou nos corações dos dragões, um terreno fértil para se desenvolver, e se atrelou a eles com tanto fervor que os tinha na palma da mão. 

Os Dragões, temerosos que a dedicação e o trabalho dos humanos viesse a chamar a atenção do Sétimo, e dessa forma colocar em xeque sua predileção, resolveram garantir sua soberania sobre os humanos. Com suas poderosas labaredas de fogo, raios e gelo, os dragões destruíram as vilas humanas e os escravizaram, ordenando que eles os reconhecessem como seus Senhores Dragões. 

 


O mal deseja poder, e não se satisfaz quando o consegue, apenas deseja mais. Os dragões, mesmo depois de subjugarem os humanos, desejaram afirmar sua superioridade também sobre as outras raças, como os Elfos e os Anões.

Vendo o estado da raça humana, completamente dominados, os Elfos Negros preferiram se unir aos dragões, como seus generais. Assim também aconteceu com os Orcs, Goblins e as raças mais fracas, cujos corações eram mais propícios para o mal. Os Elfos ainda habitavam as florestas, raramente incomodados pelos dragões, pois mantiveram-se neutros ou minimamente favoráveis à eles. Os anões, em suas fortalezas sob a montanha, deram as costas ao conflito, retirando-se para o interior de seus palácios, temerosos por seus salões cheios de tesouros. 

E assim foi por muitos anos, na Era do Domínio, e parecia aos humanos que nada mudaria. Geração após geração o conhecimento humano continuava sendo passado, suas histórias e sua magia passadas através da voz e do sangue. 

Até que um dia, vindos do infinito, surgiram Os Seis, e encontraram o Mundus corrompido e tomado por criaturas malignas. Os Dragões, que deveriam protegê-lo, tinham corações cheios de soberba, de maldade, de inveja e ira. 

Os Deuses libertaram os humanos e uniram-se a eles para expurgar as criaturas malignas da terra, e baniram os Senhores Dragões para uma dimensão chamada Infernus.

Assim, os humanos ficaram livres para voltar a se multiplicar e estudar sobre o mundo, sob a patronagem dos seis, e uma nova era de paz se iniciou. 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
A Criação do Mundus
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Criação de Bio de Personagens Oficiais de Naruto a serem Utilizadas
» União de mini-equipe para criação de jogos 3D.
» Regras de Criação de Personagem
» Criação ou hospedagem de mmorpg
» Regras para a Criação de sua Ficha de Personagem

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Erydia :: Portões de Erydia :: Lendas de Erydia-
Ir para: